sexta-feira, 30 de março de 2012

EMPRESÁRIOS QUEREM "SALVAR" O PALMAS DO REBAIXAMENTO

Clube com maior número de títulos estaduais - cinco (2000/ 2001/ 2003/ 2004/2007) - corre sério risco de rebaixamento para a segunda divisão do Tocantinense deste ano, já que o time em seis partidas disputadas até agora perdeu todas. Preocupados com esta situação e dos seguidos vexames provocados dentro e fora de campo, um grupo de empresários resolveu arregaçar as mangas e tentar salvar o Tricolor deste possível rebaixamento.

A informação foi repassada ontem pelo empresário Ricardo Ricanato, em entrevista ao Programa CBN Esportes. Segundo ele, vários empresários resolveram entrar na empreitada com o objetivo de tentar salvar o Palmas. "Vamos procurar auxiliar o clube dando suporte fora de campo, como ajudando na alimentação, transporte e alojamento. Dinheiro ninguém vai tirar do bolso para isso.

Na verdade vamos correr atrás de outros parceiros para ajudar a gente nesta campanha de auxiliar o Palmas", destacou Ricanato. Além dele, fazem parte de pool de empresários Fabiano do Vale (Fabiano Parafusos), Henrique Cardoso (Fragata), Moto Dias e Antônio João Chaves (Durax), os ex-presidentes Valter Borges e Adagsmar Araújo, além de outros torcedores como Denir Maurício e Jades Alberto. Neste primeiro momento, Ricanato disse o objetivo principal é colocar o time em campo amanhã para enfrentar o Guaraí, pois, segundo ele, o clube corria sério risco de nem entrar em campo, em razão dos problemas enfrentados fora das quatro linhas. "Conversamos com o técnico e os jogadores e dissemos a eles que iríamos estar nos bastidores dando suporte para o time estar em campo. E eles se comprometeram de jogar e fazer o melhor", comentou Ricanato, afirmando que percebeu que o grupo sentiu-se mais valorizado e motivado para tentar sair da crise. "O time pode até perder para o Guaraí, mas acredito que os jogadores farão de tudo para buscar um resultado positivo", crê Ricanato.



Jogadores
O empresário revelou que o momento é de união e não de dispensas. E em razão disso deixou claro que este grupo que estará auxiliando a diretoria do clube está pensando em reforçar o time, mas ninguém comentou em mandar alguém embora. Mas ele deixou claro que qualquer dinheiro que entrar no clube a partir de segunda-feira será administrado por pelo menos três empresários e que o presidente Donizete Aparecido Pedro da Silva (Pedro Imóveis)está ciente desta condição colocada pelo grupo para ajudá-lo nesta recuperação do clube.

Supervisor
O supervisor de futebol do Palmas, Luiz Carlos Pereira, participou da reunião com os empresários e disse que a ajuda é bem vinda, e que ontem eles arrecadaram R$ 600,00 que servirão para pagar o almoço do elenco hoje. Pereira ressaltou ainda que até agora já tirou de seu bolso cerca de R$ 25 mil para ajudar a equipe na alimentação, transporte e inscrição de jogadores. "Estou fazendo isso porque adoro o Palmas, e quanto a eceber este dinheiro quem sabe um dia quando o time estiver bem das pernas", disse ele, lembrando que está documentando tudo. Luiz Carlos Pereira é empresário do ramo de edificação e construção civil. (Jornal do Tocantins)

1 comentários:

Edson Mesquini disse...

Esperamos que os dirigentes do palmas consigam tirar o time desta situação,pena que aqui no Brasil,como costumava dizer minha mãe;"só pensa em fechar a porteira quando a vaca foi pro brejo".Estamos na expectativa,a torcida do palmas não merece segunda divisão.Abração,chara, Edson Fonseca,e, diga-se de passagem, seu blog esta muito bom.

30 de março de 2012 18:24

Postar um comentário